Dia da Igualdade Feminina: Intel apoia meninas que querem conhecer tecnologia de perto

Neste Dia da Igualdade Feminina nos EUA, imagine juntar 54 garotas e um monte de mentores e funcionários da Intel em um acampamento de uma semana para falar sobre robótica, drones, codificação, inteligência artificial e muito mais.

“Obrigada por nos ensinarem!”, disse a participante Ana Maria Santos.

“Obrigada por marcarem para sempre a vida da minha filha”, disse Trysh Brintnall, mãe de Campbell Brintnall.

“Soraya se divertiu muito e voltou para casa feliz por ter aprendido a codificar com Python. Como mãe, estou muito orgulhosa”, afirmou Loridee Wetzel.

A empolgação de pais e alunas era visível na última edição do Women in Science Girls’ STEAM Camp em Bend, Oregon. (STEAM é a abreviação em inglês para ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática).

O acampamento para meninas de comunidades carentes com idades entre 12 e 15 anos foi o primeiro desse tipo nos EUA, seguindo o exemplo dos acampamentos WiSci STEAM ocorridos recentemente na Estônia e em Kosovo – e em iniciativas semelhantes em países como Ruanda, Peru, Malawi e Geórgia.

Informações adicionais: Intel Foundation Supports the First US WiSci STEAM Camp for Middle School Girls (Pia Wilson-Body Blog) | Intel Employee Service Corps

Nas salas de aula e laboratórios do campus Cascades da Oregon State University, as participantes tiveram aulas práticas com código Python para controlar drones, aprenderam a usar sensores e outras tecnologias de suporte para robótica e veículos autônomos, além de formarem pequenos grupos para discutir formas de melhorar suas vidas.

Os acampamentos WiSci só são possíveis por meio das parcerias público-privadas entre o programa Intel Employee Service Corps (IESC) da Intel Foundation, o Departamento de Estados dos EUA e a campanha Girl Up da Fundação das Nações Unidas (UNF). Desde 2015, os acampamentos já atraíram mais de 700 garotas de mais de 20 países, investindo em auto-estima, capacidade de liderança e conhecimentos em tecnologia.

Para a Intel, o acampamento no Oregon foi apenas o começo. A empresa quer ser um exemplo quando o assunto é a igualdade de gênero e inclusão no trabalho. Para isso, tem investido em ações pela igualdade salarial e na contratação de mais mulheres. A mentoria e o currículo Intel Future Skills oferecidos pela equipe do IESC formam parte de um grande esforço da companhia para incentivar meninas do mundo todo a correrem atrás de carreiras na área de tecnologia.

“‘One Intel’ não é apenas um slogan ou uma frase bonita. Trata-se de um conjunto de ações que mostram como podemos combinar pessoas, recursos e tecnologia da Intel para resolver problemas do mundo real”, afirma Pia Wilson-Body, presidente da Intel Foundation.

Sobre a Intel:

A Intel (NASDAQ: INTC), líder na indústria de semicondutores, está construindo o futuro orientado ao uso de dados pela computação e telecomunicações como base das inovações. O vasto conhecimento em engenharia da Intel ajuda as empresas a enfrentarem os maiores desafios do mundo, além de proteger, alimentar e interligar bilhões de dispositivos e infraestrutura de um mundo inteligente e integrado - da nuvem à rede, do começo ao fim, conectando tudo que há no meio.
Para mais informações sobre a Intel, acesse:
newsroom.intel.com e intel.com.

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou outros países.

*Outros nomes e marcas são de propriedade de seus respectivos donos.