CES 2019: Comcast e Intel redefinem a conectividade dos lares com novas experiências de imersão

 

Intel e Comcast estão trabalhando em conjunto para redefinir a conectividade interna e externa dos lares, segundo anúncio feito durante a CES. A parceria se concentra em possibilitar conexões da banda larga gigabit e de maior velocidade, aprimorando as redes sem fio dentro de casa e desenvolvendo uma infraestrutura moderna e adaptável.   

“A próxima onda de conectividade interna e externa das casas será uma realidade ainda mais interessante com a parceria entre Intel e Comcast. Estamos trabalhando juntos para estabelecer a base para redes domésticas mais poderosas e para uma infraestrutura inteligente que proporcione novas experiências de imersão”, comenta Gregory Bryant, vice-presidente sênior e gerente geral da área de Client Computing Group  da Intel”.

“Com a conectividade cada vez mais no centro das nossas casas e das nossas vidas, temos de nos concentrar na redefinição do que as pessoas podem esperar dos serviços de banda larga, fornecendo alta velocidade, ampla cobertura WiFi e ferramentas exclusivas para que os clientes possam controlar suas vidas digitais. Por meio da nossa parceria com a Intel, estamos não apenas oferecendo experiências excepcionais nas casas conectadas de hoje, como também construindo uma plataforma para garantir um futuro ultraconectado”, complementa Tony Werner, presidente de Tecnologia, Produtos e Experiência da Comcast Cable.

Estima-se que cada pessoa na América do Norte terá 13 ou mais dispositivos conectados até 2021, e o nível de exigências de streaming de conteúdo de alta resolução, jogos e muito mais seguirá crescendo. A cooperação entre Intel e Comcast vai proporcionar velocidades mais altas, maior capacidade e redes responsivas que vão assegurar novas experiências de imersão para milhões de pessoas, por exemplo, durante os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

Oferecer o benefício das velocidades gigabit nos acessos Wi-Fi em casa requer redes gigabit e também PCs com tecnologia de 160 MHz. Durante a CES, Intel e Comcast estão mostrando como é possível fornecer velocidades gigabit dos xFi* Advanced Gateways da Comcast aos PCS usando processadores Intel® Core™ de 8ª geração com WiFi gigabit integrado. As pessoas logo vão perceber o potencial do acesso Wi-Fi com velocidades de acesso até 12 vezes2  mais altas para compartilhamento, streaming e download. Isso tornará possível transmitir vídeos em 4K sem problemas, baixar e compartilhar grandes arquivos com facilidade, elevar a experiência com jogos a um novo nível e fazer videoconferências de alta resolução.

Além disso, Intel e Comcast estão trabalhando juntas para promover a adoção do Wi-Fi 6, o novo grande salto em termos de tecnologia Wi-Fi que deverá proporcionar acessos muito mais rápidos e mais responsivos. As duas empresas também estão desenvolvendo em conjunto tecnologias compatíveis com Wi-Fi 6 criadas para proporcionar experiências melhores e mais velozes.

No futuro, casas com 50 ou mais dispositivos e novas tecnologias impressionantes, abrangendo desde saúde até realidade aumentada, vão impulsionar uma demanda sem precedentes por velocidade e capacidade. Para essa nova onda de banda larga gigabit, a Intel está trabalhando com a Comcast e outros líderes de indústria de cabo para desenvolver um padrão global para a tecnologia de 10 gigabits que trará baixa latência, alto desempenho e velocidades simétricas de upload e download. A Intel oferecerá tecnologias compatíveis com o padrão de 10 gigabits, incluindo desde a infraestrutura de rede até gateways domésticos para apoiar o lançamento.

A Comcast também está trabalhando com a Intel para implementar uma infraestrutura moderna e adaptável para estender mais rapidamente os serviços a milhões de pessoas. Os processadores Intel® Xeon® estão ajudando a Comcast a oferecer conteúdos mais ricos em tempo real e virtualizar suas redes para gerenciar a capacidade a custos reduzidos e em tempo real. A virtualização das plataformas de vídeo e dados da Comcast está em fase de testes em várias cidades e será ampliada por toda a rede da Comcast. Dispositivos remotos da camada física que usam hardware da Intel vão ajudar a Comcast a oferecer banda larga sob demanda e elevar ainda mais a qualidade dos vídeos à medida que as redes de 10 gigabits forem implementadas.

O que será possível realizar:

  • Conteúdo de esportes e entretenimento: distribuição de conteúdo imersivo nas áreas de esporte e entretenimento para proporcionar experiências de visualização como nunca antes foi possível, começando pelos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.
  • Jogos de realidade virtual: um novo nível de experiências com jogos de VR responsivos, com otimização do processamento de gráficos entre PCs e gateways domésticos ou bordas de rede.
  • Conteúdo volumétrico: usando a tecnologia Intel® RealSense™ e servidores com processador Intel® Xeon®, a Comcast poderá capturar, processar e entregar conteúdo volumétrico em tempo de forma efetiva e econômica para implementação em escala – menor, como vídeos de treinamento, para tornar conteúdos tridimensionais e de alta qualidade acessíveis para um conjunto mais vasto de pessoas.
  • Vídeo 360: usando o conhecimento em vídeo e rede da Intel, seus servidores com processador Intel® Xeon® e aceleradores gráficos, a Comcast vai expandir seus serviços de mídia e oferecer mais conteúdo imersivo, tais como o streaming de conteúdo em 8K em alta resolução.

Com a evolução de sua rede, a Comcast permitirá que mais pessoas possam começar a contar com velocidades Gigabit em Wi-Fi. Durante a CES, a empresa está demonstrando a capacidade gigabit do seu xFi Advanced Gateway para PCs usando processadores Intel® Core™ de 8ª geração com Wi-Fi Gigabit integrado. Futuros avanços em WiFi 6 deverão proporcionar um novo nível de acesso sem fio em casa, capaz de lidar com as demandas de muitos dispositivos conectados. A Intel é um importante parceiro tecnológico para os testes atuais da Comcast com nova tecnologia de 10 gigabits em laboratório e nos testes nas casas de clientes que serão iniciados no segundo trimestre de 2020.

2Conforme medido usando a taxa de transferência TCP em meio aéreo em uma Plataforma de Referência da Intel com processador Intel® Core™ i7-8565U e um módulo Intel® Wireless-AC 9560 (com canais 2×2 de 160 MHz canais) vs um sistema OEM Intel® Core™ i5-4200U sistema com BGN 1×1 (150 Mbps), dentro do alcance de três metros do ponto de acesso com tecnologias Wi-Fi Gigabit. Um PC equipado com Wi-Fi Gigabit atinge velocidades de até 1733 Mbps. O padrão 802.11ac 2×2 de 160 MHz permite taxa máxima de transmissão de dados teórica de 1733 Mbps, duas vezes mais que o padrão 802.11ac 2×2 de 80 MHz (867 Mbps) e quase 12 vezes mais rápido do que a linha de base WiFi, BGN 1×1 (150 Mbps), conforme documentado nas especificações da norma IEEE 802.11 para acesso sem fio e exigem o uso de roteadores de rede sem fio 802.11a configurados da mesma forma ou melhor. Para atingir velocidades gigabit, a rede sem fio requer um ponto de acesso/roteador compatível com canais de 160MHz.

Fonte: Cisco VNI, 2018. https://www.cisco.com/c/en/us/solutions/collateral/service-provider/visual-networking-index-vni/white-paper-c11-741490.html

Sobre a Intel:

A Intel (NASDAQ: INTC), líder na indústria de semicondutores, está construindo o futuro orientado ao uso de dados pela computação e telecomunicações como base das inovações. O vasto conhecimento em engenharia da Intel ajuda as empresas a enfrentarem os maiores desafios do mundo, além de proteger, alimentar e interligar bilhões de dispositivos e infraestrutura de um mundo inteligente e integrado - da nuvem à rede, do começo ao fim, conectando tudo que há no meio.
Para mais informações sobre a Intel, acesse:
newsroom.intel.com e intel.com.

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou outros países.

*Outros nomes e marcas são de propriedade de seus respectivos donos.