Inteligência Artificial da Intel e da Rolls-Royce impulsionam navios autônomos

 A Rolls-Royce constrói navios de carga com sistemas sofisticados e inteligentes – com planos para acrescentar embarcações totalmente autônomas a esse portfólio – com o objetivo de tornar o transporte comercial mais seguro e eficiente. A empresa utiliza inteligência artificial (AI) por meio de processadores Intel Xeon Scalable e, para armazenamento, os SSDs NAND Intel 3D.

“A entrega desses sistemas tem tudo a ver com processamento – movimentação e armazenamento de grandes volumes de dados. É aí que entra a Intel. A Rolls-Royce é um importante impulsionador da inovação na indústria naval e, juntos, estamos criando as bases de operações de transporte seguras em todo o mundo”, diz Lisa Spelman, vice-presidente e gerente geral de Processadores Intel Xeon e Data Center Marketing no Data Center Group da Intel.

Como funciona: Os navios têm servidores dedicados baseados no processador Intel Xeon Scalable, transformando-os em modernos centros de dados flutuantes com enorme poder de computação e com possibilidade de alimentar a inteligência artificial. O Intelligent Awareness System da Rolls-Royce utiliza algoritmos e inteligência artificial para processar dados captados por uma rede de sensores, câmeras térmicas, câmeras HD, radares, dados de satélite e de previsões do tempo, além da tecnologia Lidar (light detection and ranging). Essas informações permitem que as embarcações se tornem conscientes de seus arredores, melhorando a segurança, detectando objetos a vários quilômetros de distância, mesmo em portos movimentados. Isso é especialmente importante ao operar à noite, em condições climáticas adversas ou em vias navegáveis congestionadas.

Os dados coletados pelos navios são armazenados utilizando SSDs NAND Intel 3D, que funcionam como uma espécie de “caixa preta”, garantindo a integridade das informações para treinamento e análise assim que o navio é atracado. Mesmo compactados, os dados coletados por cada embarcação podem chegar a um volume de 1TB por dia ou entre 30TB e 40TB em uma viagem longa de um mês, o que transforma o armazenamento em um componente crítico dessa solução inteligente.

“Esta colaboração está nos ajudando a desenvolver tecnologias que ajudam os proprietários de navios na automação de sua navegação e operação, reduzindo as ocorrências de erros humanos e permitindo que as tripulações se concentrem em tarefas mais valiosas”, disse Kevin Daffey, diretor de Engenharia e Tecnologia e de Inteligência de Navios na Rolls-Royce. “De maneira bem simples, este projeto não seria possível sem a tecnologia de ponta trazida agora pela Intel. Juntos, podemos combinar o melhor dos melhores para mudar o mundo do transporte naval.

Por que é importante: Noventa por cento do comércio mundial é realizado por meio de remessas navais internacionais – um número que deve crescer. De uma frota mundial total de cerca de 100 mil embarcações, cerca de 25 mil utilizam equipamentos Rolls-Royce, tornando a empresa uma participante fundamental no setor de transporte marítimo.

O mar pode ser um ambiente bastante hostil – condições oceânicas perigosas resultaram em um total de 1.129 perdas de navios nos últimos 10 anos, principalmente devido a erro humano. Permitir que uma embarcação pesadíssima – carregada com bens de milhões ou bilhões de dólares – navegue melhor e detecte obstáculos e perigos em tempo real, exige que a tripulação tenha as informações necessárias para tomar decisões inteligentes e potencialmente salvadoras de vidas. Esses sistemas também reduzem a possibilidade de erro humano ao automatizar tarefas e processos rotineiros, liberando a tripulação para se concentrar na tomada de decisões críticas.

Além disso, esse sistema pode reduzir potencialmente os prêmios de seguro para embarcações, uma vez que todos os dados do navio são armazenados com segurança nos SSDs NAND 3D, que podem fornecer informações valiosas sobre a causa de colisões e outros problemas.

Esta tecnologia já está em ação hoje. Em um recente teste-piloto no Japão, a Rolls-Royce demonstrou que a embarcação pode entender seu entorno até mesmo à noite, quando não é possível nem para humanos detectar visualmente objetos na água.

Sobre a Intel:

A Intel (NASDAQ: INTC), líder na indústria de semicondutores, está construindo o futuro orientado ao uso de dados pela computação e telecomunicações como base das inovações. O vasto conhecimento em engenharia da Intel ajuda as empresas a enfrentarem os maiores desafios do mundo, além de proteger, alimentar e interligar bilhões de dispositivos e infraestrutura de um mundo inteligente e integrado - da nuvem à rede, do começo ao fim, conectando tudo que há no meio.
Para mais informações sobre a Intel, acesse:
newsroom.intel.com e intel.com.

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou outros países.

*Outros nomes e marcas são de propriedade de seus respectivos donos.