Novidades na Intel: empresa revela nova arquitetura GPU com computação de alto desempenho e aceleração por IA, além do oneAPI Software Stack com abstração unificada e escalável para arquiteturas heterogêneas

Intel Raja Koduri 2 2x1
Raja Koduri, vice-presidente sênior, arquiteto-chefe e gerente geral de arquitetura, gráficos e software da Intel Corporation, discursa para o público na Intel HPC Developer Conference no domingo, 17 de novembro de 2019, em Denver. (Crédito: Intel Corporation)
» Download da imagem

DESTAQUES

  • Intel lança oneAPI, modelo de programação unificada e escalável para impulsionar diferentes tipos de arquiteturas de computação na era da convergência entre HPC e IA.
  • Intel apresenta GPU otimizado para aceleração HPC/IA baseada na arquitetura Xe “Ponte Vecchio”.
  • Empresa revela detalhes adicionais da arquitetura do supercomputador Aurora, entregando convergência exascale no Argonne National Laboratory.

Durante o Supercomputing 2019, evento que aconteceu entre os dias 17 e 22 de novembro em Denver, nos EUA, a Intel apresentou seus planos de ampliação da liderança na convergência da computação de alto desempenho (HPC) e inteligência artificial (IA) com novas adições ao seu portfólio de silício centralizado em dados, além de uma ambiciosa iniciativa de software que irá mudar o paradigma dos modelos de programação atuais.

De olho no uso crescente de arquiteturas heterogêneas na computação de alto desempenho, a empresa expande seu portfólio de tecnologia existente para transferir, armazenar e processar dados com mais eficiência, anunciando uma nova categoria de GPUs de uso geral, otimizadas para a convergência entre IA e HPC. A Intel também lançou a iniciativa oneAPI a fim de fornecer um modelo de programação unificado e simplificado para o desenvolvimento de aplicativos em arquiteturas de processamento heterogêneo, incluindo CPUs, GPUs, FPGAs e outros aceleradores.  O lançamento do oneAPI é fruto de milhões de horas de trabalho de engenharia e marca um salto evolutivo nas abordagens de programação proprietárias limitantes de hoje para um modelo baseado em padrões abertos focado no engajamento e na inovação de desenvolvedores de arquitetura cruzada.

Mais informações: Fact Sheet oneAPI | Infográfico oneAPI | Intel Data Center News

“As cargas de trabalho HPC e IA demandam diversas arquiteturas, desde CPUs, GPUs e FPGAs de uso geral, até NPPs mais especializados, apresentados pela Intel no início do mês”, explica Raja Koduri, vice-presidente sênior, arquiteto-chefe e diretor geral de arquitetura, gráficos e software na Intel. “Simplificar a habilidade dos nossos clientes de impulsionar todo o poder dos diversos ambientes de computação é fundamental, e a abordagem da Intel prioriza softwares que ofereçam uma abstração única e escalável para arquiteturas heterogêneas.”

oneAPI: Uma abordagem de computação heterogênea centrada no desenvolvedor

A iniciativa oneAPI da Intel definirá a programação para um mundo de arquitetura múltipla com presença crescente de IA. O oneAPI oferece aos desenvolvedores uma experiência de programação unificada e aberta na arquitetura de sua escolha, sem comprometer o desempenho e eliminando a complexidade de bases de código separadas, múltiplas linguagens de programação e diferentes ferramentas e fluxos de trabalho. O oneAPI preserva os investimentos atuais em software com suporte para os idiomas existentes, ao mesmo tempo em que oferece flexibilidade aos desenvolvedores para a criação de aplicativos versáteis.

O oneAPI inclui tanto uma iniciativa do setor baseada em especificações abertas quanto um produto beta da Intel. A especificação oneAPI conta com uma linguagem de programação direta, APIs poderosas e uma interface de hardware de baixo nível. O software oneAPI beta da Intel oferece aos desenvolvedores um amplo portfólio de ferramentas, incluindo compiladores, bibliotecas e analisadores, empacotados em kits de ferramentas focados no domínio. A versão beta inicial do oneAPI é voltado aos processadores escaláveis Intel® Xeon®, processadores Intel® Core™ com gráficos integrados e FPGAs Intel®, com suporte adicional a hardware em versões futuras. Os desenvolvedores podem acessar software.intel.com/oneAPI para baixar as ferramentas oneAPI, testá-las na Intel oneAPI DevCloud e obter mais informações.

A estratégia da Intel centrada em dados forma a base para a convergência entre IA e HPC.

Ponte Vecchio
» Click para infográfico

O portfólio de silício da Intel é formado por diversas arquiteturas em várias plataformas de silício. A base da estratégia centrada em dados da Intel é o processador escalável Intel® Xeon®, que hoje alimenta mais de 90% dos 500 supercomputadores do mundo. Os processadores escaláveis Intel® Xeon®são as únicas CPUs x86 com aceleração de IA incorporada, otimizados para analisar os enormes conjuntos de dados nas cargas de trabalho HPC.

Durante o Supercomputing 2019, a Intel apresentou uma nova categoria de GPUs de uso geral na arquitetura Xe da Intel. Chamada de “Ponte Vecchio”, a nova GPU de uso geral, altamente flexível e de alto desempenho foi projetada para cargas de trabalho de modelagem e simulação HPC e treinamento em IA. A Ponte Vecchio será fabricada com tecnologia 7nm da Intel e será a primeira GPU baseada em Xe e otimizada para cargas de trabalho HPC e IA. A Ponte Vecchio irá alavancar as inovações de embalagens Foveros 3D e EMIB da Intel e contará com várias tecnologias, incluindo memória de alta largura de banda, interconexão Compute Express Link e outras propriedades intelectuais.

other intellectual property.

Aurora Supercomputer
» Click para infográfico

Construindo a base da computação exascale

O portfólio de silício centralizado em dados da Intel e a iniciativa oneAPI são a base para a convergência das cargas de trabalho HPC e AI em exascale no sistema Aurora do Argonne National Laboratory. O Aurora será o primeiro sistema exascale dos EUA a alavancar todo o portfólio de tecnologia centrada em dados da Intel, com base na plataforma escalável Intel® Xeon® e usando GPUs baseadas na arquitetura Xe, bem como as tecnologias de memória persistente e conectividade Optane DC da Intel. A arquitetura do node de computação do Aurora contará com dois processadores escaláveis Intel® Xeon® baseados em 10nm Sapphire Rapids e seis GPUs Ponte Vecchio. O Aurora irá suportar mais de 10 pentabytes de memória e mais de 230 pentabytes de armazenamento, além de alavancar a estrutura Cray Slingshot para conectar nodes em mais de 200 racks.

Sobre a Intel:

A Intel (NASDAQ: INTC), líder na indústria de semicondutores, está construindo o futuro orientado ao uso de dados pela computação e telecomunicações como base das inovações. O vasto conhecimento em engenharia da Intel ajuda as empresas a enfrentarem os maiores desafios do mundo, além de proteger, alimentar e interligar bilhões de dispositivos e infraestrutura de um mundo inteligente e integrado - da nuvem à rede, do começo ao fim, conectando tudo que há no meio.
Para mais informações sobre a Intel, acesse:
newsroom.intel.com e intel.com.

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou outros países.

*Outros nomes e marcas são de propriedade de seus respectivos donos.