Intel anuncia novo processador Intel Atom, desenvolvido para Internet das Coisas

São Paulo, 10 de novembro, de 2016 – A Intel anunciou, durante o IoT Solutions World Congress, a mais recente geração dos processadores Intel® Atom™ para aplicativos IoT. O novo processador Intel Atom E3900 series foi projetado desde o zero para suportar o rápido desenvolvimento e a crescente complexidade dos negócios IoT. O processador é capaz de fornecer desempenho, capacidade de processamento e escalabilidade.

Dentro de seu formato compacto, os clientes podem obter novos níveis de segurança e poder de processamento de imagem e vídeo. Isto ajudará a fomentar a indústria de aplicações em IoT para os segmentos de vídeo, industrial, manufatura e varejo, entre outros. O processador Intel Atom A3900 series fornecerá experiências especialmente para o segmento automotivo.

A Internet das Coisas está conectando bilhões de dispositivos inteligentes e conectados entre si, criando uma onda de mudança no modo de vida. O número de máquinas conectadas deverá crescer drasticamente – até 2020, 50 bilhões de dispositivos (segundo a Cisco IBSG) criarão 44 zetabytes (ou 44 trilhões de gigabytes) de dados anualmente e exigirão muito mais poder de processamento.

“Com os novos processadores, a Intel continua a oferecer a significativa vantagem das economias de escala nas tecnologias IoT abrangendo sensores, computação e armazenamento. As tecnologias IoT possuem o potencial para inovar indústrias inteiras e abrir novos ciclos de crescimento, além de transformar as experiências diárias”, comenta Ken Caviasca, Vice-presidente do Grupo de Internet das Coisas e gerente geral de engenharia e desenvolvimento de plataformas da Intel.

Mais rápido, mais forte, melhor processamento e integração de sensores na ponta

O processador Intel Atom E3900 series tornará a fog computing (computação em névoa) e a ponta mais inteligentes, permitindo que muitas das necessidades de processamento aconteçam no – ou muito perto – do sensor de dados, diminuindo assim a necessidade de levar todo o processamento para o data center. A fog computing, também conhecida como fog networking, é uma infraestrutura de computação descentralizada na qual os recursos computacionais e os serviços de aplicativos são distribuídos no lugar mais lógico em qualquer ponto, da fonte dos dados à nuvem.

Como exemplo, é possível citar câmeras e sensores de dados sobre o trânsito, com desvantagens significativas ao enviar os dados para a análise em um servidor, tais como a perda devido à compressão do vídeo e o tempo gasto no percurso, em comparação a ter a habilidade de processar os dados no dispositivo. Na indústria automotiva, o cockpit definido por software também é onde esta capacidade de computação na ponta pode fazer a diferença.

A habilidade de um único sistema realizar a calibração digital, a navegação e avançadas funções de auxílio ao motorista é a tendência. É importante que os sensores de backup, do sistema de auxílio para estacionar ou de colisão lateral troquem de função com um tempo de resposta confiável, independente do que os sistemas de navegação ou de mídia estejam fazendo no momento.

Com mais de 1,7 vezes mais poder de processamento do que a geração anterior¹, a E3900 series foi projetada para oferecer rápidas velocidades de memória e largura de banda de memória a fim de fornecer a capacidade de processamento eficiente necessária para a computação da ponta para a rede em nuvem. Embarcado em um flip chip ball grid array (FCBGA) compacto e contando com a tecnologia de silício de 14 nanômetros, o processador Intel Atom E3900 series é perfeito para uma ampla gama de aplicativos IoT, onde o desempenho escalável, o espaço e o poder são essenciais. Outros novos recursos e capacidades incluem:

  • Gráficos de alta qualidade: a série do processador apresenta a nona geração do mecanismo gráfico da Intel que melhora o desempenho dos gráficos 3D em 2,9 vezes em relação à geração anterior², e suporta até três telas independentes.
  • Processamento de imagem avançado para suportar todos os tipos de necessidades do sistema de visão: a E3900 series possui quatro unidades de processamento de imagem vetorial, resultando em melhor visibilidade, qualidade de vídeo com pouca luz, redução de ruídos e preservação de cores e detalhes.
  • Conexões mais rápidas para manter os dispositivos sincronizados: a Intel® Time Coordinated Computing Technology coordena e sincroniza os periféricos e redes dos dispositivos conectados. Ao sincronizar os relógios dentro do system on a chip (SoC) e por toda a rede, a Intel Time Coordinated Technology pode atingir uma precisão na rede na casa do microssegundo.

“O processador Intel Atom E3900 series é um passo significativo rumo à construção de um ecossistema IoT mais robusto. Clientes e parceiros estão empolgados com as possibilidades dessa tecnologia, o que demonstra que estamos no caminho certo para ter um dos mais bem-sucedidos processadores IoT da Intel”, explica Ken Caviasca.“Para continuar a fornecer infinitas possibilidades de dispositivos inteligentes e conectados para o futuro, estamos trabalhando com um diverso ecossistema com os principais fabricantes de equipamentos e dispositivos IoT, fornecedores de software e OEMs, incluindo Delphi*, FAW*, Neusoft* e Hikvision*, entre outros, em diversas industrias”, conclui.

¹ Como aferido pelo SPECint*_rate_base2006 (1-copy)

² Como aferido pelo 3DMark*11 Performance

Sobre a Intel:

A Intel (NASDAQ: INTC), líder na indústria de semicondutores, está construindo o futuro orientado ao uso de dados pela computação e telecomunicações como base das inovações. O vasto conhecimento em engenharia da Intel ajuda as empresas a enfrentarem os maiores desafios do mundo, além de proteger, alimentar e interligar bilhões de dispositivos e infraestrutura de um mundo inteligente e integrado - da nuvem à rede, do começo ao fim, conectando tudo que há no meio.
Para mais informações sobre a Intel, acesse:
newsroom.intel.com e intel.com.

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou outros países.

*Outros nomes e marcas são de propriedade de seus respectivos donos.